mitos da nutrição

 

Na área da alimentação e nutrição é muito comum nos depararmos com algumas questões polêmicas, que geram uma série de dúvidas. Com o avanço da tecnologia e o crescente número de pesquisas, muitas dessas incertezas já foram esclarecidas, mas a maioria das pessoas ainda persiste em certos tabus - como acreditar que a mistura de manga com leite pode ser fatal.

 

Criança que come muito cresce mais?

 

A altura de uma pessoa é definida por fatores genéticos e hereditários: pais altos, tem filhos altos (na maioria dos casos). Comer uma quantidade de alimentos que ultrapasse suas necessidades nutricionais pode levar a criança a sofrer de obesidade ou de outras graves doenças. Todavia, é importante salientar que o contrário pode ser verdadeiro, ou seja, se a criança não ingerir a quantidade suficiente de nutrientes necessários ao seu desenvolvimento, pode apresentar uma taxa de crescimento inadequada para a sua idade.

 

 

Comer gelatina diariamente reduz a flacidez?

 

A gelatina é um alimento à base de colágeno – uma proteína encontrada em tecidos animais e utilizada para a síntese de músculos e ossos. Durante os processos digestivos, o colágeno presente na gelatina é transformado em unidades simples denominadas aminoácidos; os aminoácidos são então absorvidos pelas células intestinais e levados até o fígado, onde serão utilizados na produção das proteínas que o organismo necessitar naquele momento. Os aminoácidos provenientes do colágeno podem ser utilizados pelo o organismo para a produção de qualquer proteína, inclusive do próprio colágeno. Não há comprovação científica de que a ingestão de grande quantidade de gelatina aumente a produção de colágeno em seres humanos.

 

 

 

Alimentos “light” e “diet” são a mesma coisa e não engordam?

 

Alimentos “diet”, também chamados de alimentos dietéticos, são aqueles que sofreram a retirada de algum nutriente e podem ser usados em dietas que requerem a restrição de algum nutriente específico, como os alimentos sem carboidratos (açúcares) consumidos por pacientes diabéticos.

Já os alimentos “light” são aqueles que sofreram redução na quantidade de um ou mais nutrientes, o que pode torná-los menos calóricos – dependendo de qual nutriente está em menor quantidade e da porcentagem de redução (que deve ser de, no mínimo, 25%).

 

É importante salientar que estes alimentos, sejam “diet” ou “light”, ainda contêm calorias e, se consumidos em excesso, podem levar ao sobrepeso.

 

 

 

A dieta vegetariana é mais saudável?

 

Pessoas que não consomem carnes são classificadas como vegetarianas, ou seja, alimentam-se basicamente de produtos de origem vegetal, como cereais, legumes, frutas, etc. Este padrão alimentar pode levar ao excesso de ingestão de fibras e comprometer a absorção de vitaminas e minerais importantes para o organismo. Além disso, a vitamina B12, importante para a produção de células sangüíneas, só é encontrada em alimentos de origem animal. As pessoas que possuem hábitos alimentares restritivos (que não comem alimentos específicos ou de determinados grupos alimentares) devem ser acompanhadas por um nutricionista para que não sofram deficiências nutricionais.

 

Dietas restritivas não são recomendadas para crianças ou gestantes.

 

 

 

 

Comer frutas engorda / não engorda?

 

Todos os alimentos fornecem energia para o organismo; isso quer dizer que todos possuem calorias e, se consumidos em excesso, podem levar ao sobrepeso. Devemos ingerir 3 porções de frutas diariamente e variar o nosso cardápio, ingerindo diferentes tipos destes alimentos. Cada fruta tem uma carga de energia (calorias),sendo que algumas são menos calóricas, como o melão, abacaxi, etc., e outras são mais calóricas ou contêm quantidades consideráveis de gorduras, como abacate, manga ou frutas oleaginosas (amendoim, castanhas, nozes, avelãs, etc.).

 

 

 

Comer antes de dormir faz mal à saúde?

 

Não necessariamente – isso vai depender do metabolismo individual e da quantidade de alimento que foi ingerida. Algumas pessoas podem sentir desconforto gástrico ao se deitarem após uma refeição farta ou rica em gorduras, enquanto outras não. Contudo, é recomendado que façamos refeições menos volumosas e pouco gordurosas antes de dormir.

 

 

 

O leite materno de algumas mulheres é fraco?

 

Não existe leite materno “fraco”. O leite materno deve ser o único alimento consumido pelos bebês nos primeiros seis meses de vida e contém todos os nutrientes de que a criança precisa nessa faixa etária, além de anticorpos que fortalecerão seu sistema imunológico. Até mesmo mulheres desnutridas produzem um leite de boa qualidade nutricional

 

 

 

Comer laranja com a feijoada é bom para eliminar as gorduras?

 

Não é verdade. O que ocorre é que a laranja é um alimento ácido, que estimula a liberação do suco gástrico e das enzimas pancreáticas e intestinais, acelerando e facilitando a digestão das gorduras, mas não eliminando-as.

 

 

 

Margarinas vegetais contêm colesterol?

 

O colesterol é um tipo de gordura que, além de ser produzida pelo nosso organismo (no fígado), é encontrada apenas em tecidos animais, ou seja, nas carnes. Os alimentos de origem vegetal – hortaliças, frutas, cereais, leguminosas, óleos vegetais (soja, milho, girassol, amendoim, canola, azeite de oliva, etc.) e margarinas – que são produzidas a partir de óleos vegetais hidrogenados – não contêm colesterol.

 

 

 

Existem alguns alimentos que emagrecem e outros que engordam?

 

Todos os alimentos contêm calorias; logo, potencialmente, todos os alimentos “engordam”, quando são consumidos em quantidades excessivas. Não existem alimentos que “emagrecem”, mas existem alimentos com menores quantidades de calorias – como as hortaliças, legumes, e algumas frutas, produtos “light”, etc – que devem ser ingeridos em maior proporção do que os alimentos muito calóricos.

 

 

 

Alimentos preparados em panelas de ferro são mais nutritivos?

 

Ao cozinharmos alimentos em panelas de ferro, este mineral pode diluir-se na água de cozimento, misturando-se ao alimento e tornando-o mais nutritivo (rico em ferro). Este é um recurso bastante útil para o tratamento e prevenção da anemia ferropriva, especialmente para pessoas de baixa renda.

 

 

 

A mistura de arroz com feijão é uma boa fonte de proteínas?

 

Aqueles alimentos que fornecem todos os aminoácidos essenciais (que não são produzidos pelo organismo), como as carnes, são considerados boas fontes de proteínas. A proteína do feijão é deficiente do aminoácido metionina e rica em lisina; já a proteína do arroz, é rica em metionina e deficiente em lisina. Quando são consumidos juntos, ocorre a complementação dos aminoácidos, melhorando o valor nutricional da refeição. A proporção ideal da mistura é de três partes de arroz e uma de feijão.

 

 

Durante o preparo, os valores nutricionais dos alimentos são alterados?

 

Os nutrientes encontrados nos alimentos são substâncias sensíveis, que não resistem à exposição ao oxigênio, luz solar, aquecimento, refrigeração, etc. Nos vegetais, por exemplo, ao retirarmos sua casca algumas vitaminas já têm suas quantidades reduzidas. Durante a cocção (cozimento), além de perda de vitaminas, minerais e ácidos graxos (gorduras), pode ocorrer desnaturação das proteínas e alterações na consistência do alimento.

 

 

Os alimentos serão os remédios do futuro (alimentos funcionais)?

 

Pesquisas recentes revelam que existem compostos químicos (denominados fitoquímicos) naturalmente presentes nos alimentos (ou a eles adicionados) capazes de reduzir o risco de se ter várias doenças crônico-degenerativas,como as doenças cardiovasculares, e alguns tipos de câncer (conheça os fitoterápicos). Por terem propriedades terapêuticas, estes alimentos são chamados de alimentos funcionais ou nutracêuticos.

 

 

 

 

Para ler o texto completo visite nossa página para desktop