Emagrecer

As principais causas de morte, atualmente, estão relacionadas com hábitos alimentares inadequados associados ao sedentarismo da vida moderna, e isto não é novidade para ninguém. Com uma rápida consulta ao banco de dados do SUS é possível constatar esta triste realidade: quase metade dos óbitos no Brasil em 2006 foi provocada por cardiopatias (32%) e neoplasias (16,5%) - doenças que são relacionadas com o tipo de alimentação das pessoas. A maneira como a alimentação relaciona-se com estes tipos de doenças já é bem conhecida. No caso das neoplasias, já está provado que uma dieta pobre em fibras e rica em gorduras saturadas contribui para o surgimento de vários tipos de câncer no aparelho gastrintestinal.

 

 

O peso certo para você

 

O conceito de Peso Ideal, usado pelos nutricionistas para fazer os planejamentos alimentares, leva em consideração a idade, o sexo e a altura das pessoas, bem como as tabelas internacionais com os valores médios de IMC (Índice de Massa Corporal) da população. Cruzando estas informações, é possível fazer uma estimativa do peso mais adequado para cada um.

 

 

O que faz a pessoa engordar?

 

O nosso corpo precisa de uma fonte de energia para funcionar, assim como um carro precisa de gasolina. Como cada ser humano é diferente, cada um vai precisar de uma quantidade de energia diferente – uns são mais baixos, outros mais altos; uns são mais musculosos, ou têm ossos largos... A essa quantidade de energia que cada organismo precisa receber por dia damos o nome de Necessidades Calóricas. Veja o exemplo do radinho:

 

 

No exemplo "A", o radinho funciona com 110W. Se nós o alimentarmos com 220W ele, provavelmente "queimará", porque estaríamos fornecendo mais energia do que seus circuitos podem aguentar.

 

Na situação "B" estamos, por outro lado, fornecendo 110W, mas nosso aparelhinho funciona com 220W. Nese caso o rádio pode funcionar por algum tempo, mas tocando as músicas em um estranho slow motion, assim como ocorre com um modelo a pilha quando a carga vai acabando, até que pare de funcionar.

 

No caso "C" nosso radinho está conectado em um plug com a voltagem correta e portanto a música toca perfeitamente.

 

 

Emagrecer com saúde

 

Existem duas maneiras de corrigir o excedente calórico decorrente da alimentação: a primeira, aumentar o gasto energético corporal, através da prática de atividades físicas; a segunda, reduzir a quantidade de calorias totais da dieta - ou seja, comer menos! Para um resultado mais rápido e eficaz o melhor é atacar nas duas frentes. Imagine que seu corpo é como um tonel de maçãs. O segredo é retirar sempre a mesma quantidade de maçãs que se colocou anteriormente, caso contrário o tonel transbordará ou ficará vazio.

 

 

 

Dicas para emagrecer

 

1. Regras Gerais

 

Faça 6 refeições por dia

Com intervalos máximos de 3 horas entre cada uma delas, e em horários regulares. É muito importante determinar os horários das refeições e as quantidades de alimentos que comemos no dia a dia. Comendo de 3 em 3 horas você garante que sua glicose sanguínea mantenha-se constante ao longo do dia.

 

Coma devagar e mastigue bem

O nosso cérebro demora um tempo (cerca de 20 minutos) para perceber a sensação de saciedade que ocorre após uma refeição. Se comermos muito rápido, ao terminarmos o prato que foi posto ainda sentiremos fome e serviremos mais quantidade de comida. Mastigar bem os alimentos facilita a digestão e nos confere o tempo necessário para a alimentação.

 

Procure variar os alimentos

A variedade evita a monotonia alimentar e garante o fornecimento de todas as vitaminas e minerais que precisamos para manter a saúde. Aqui no Brasil encontramos facilmente (e a preços acessíveis) uma enorme variedade de alimentos, especialmente legumes, verduras e frutas, que enriquecem qualquer cardápio.

 

Beba, pelo menos, 2 litros de água por dia

Sempre fora dos horários das refeições. Algumas pessoas podem sentir um desconforto abdominal quando ingerem líquidos durante uma refeição; por isso, os nutricionistas recomendam evitar beber água 30 minutos antes e 30 minutos depois das principais refeições (almoço e jantar). Na hora do exercício físico, jamais se esqueça de repor os líquidos perdidos. A ingestão adequada de água favorece o funcionamento intestinal.

 

Use produtos light

Como requeijão, iogurte, creme de leite e leite desnatado... Essa é uma boa tática para reduzir calorias e os níveis do colesterol “ruim” (LDL). Mas atenção com os rótulos dos produtos: observe se o alimento que você está adquirindo tem, realmente, baixos teores de calorias ou de gorduras (especialmente gorduras saturadas, trans e colesterol).

 

Pratique atividade física

Para perder a barriguinha acumulada durante anos o nosso corpo precisa ser posto em movimento: o exercício ocasionará o aumento da necessidade energética e a aceleração do metabolismo que proporcionam o emagrecimento. A alimentação adequada garante a manutenção do peso corporal, mas, para perder peso, você precisa suar a camisa!

 

Evite o excesso de sal

Observe os rótulos dos produtos industrializados e dê preferência àqueles que contêm menores quantidades de sódio. Mas, cuidado! Muitos produtos com teores reduzidos de sódio podem ter mais gordura e calorias do que seu equivalente com teores normais de sódio. O melhor mesmo é ficar longe de qualquer produto industrializado.

 

 

Para ler o texto completo visite nossa página para desktop