Amoxicilina

 

Nome comercial: Amoxil, Novocilin

 

Melhor horário para tomar o medicamento: pode ser tomado durante as refeições, para reduzir o desconforto gástrico ou dores no estômago. Ingerir com bastante água.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, língua inchada e dolorida (glossite), sapinho (candidíase oral), diarréia e colite (inflamação do intestino grosso).


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: reduz quantidade de hemácias no sangue, provocando anemia.


Dieta: garantir a hidratação (2L de água por dia) e consumir alimentos ricos em ferro e leites fermentados (com lactobacilos).

 

Propranolol

 

Nome comercial: Inderal

 

Melhor horário para tomar o medicamento: durante as refeições ricas em proteínas. Não ingerir junto com fonte de cálcio (leites e derivados) ou de vitamina C (frutas cítricas).


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, boca seca (xerostomia), flatulência (gases), diarréia ou constipação.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: provoca excesso de potássio no sangue (hipercalemia), aumento das taxas de glicose, triglicerídeos e VLDL (colesterol) no sangue.


Dieta: sem excessos de sal e de calorias, evitando suplementos de vitamina C.

 

Captopril

 

Nome comercial: Capoten

 

Melhor horário para tomar o medicamento: uma hora antes das refeições, com o estômago vazio. Tomar suplementos de ferro ou magnésio (antiácidos) 2h antes ou depois.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, boca seca (xerostomia), perda do apetite (anorexia), alterações no paladar, com gosto salgado ou metálico na boca (disgeusia), diarréia ou constipação e úlcera péptica.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: provoca excesso de potássio no sangue (hipercalemia), reduz as taxas de glicose no sangue (em diabéticos).


Dieta: garantir a hidratação (2 L de água por dia), evitar excessos de sal (e de substitutos de sal, como o glutamato monossódico) e de calorias.

 

Nifedipina

 

Nome comercial: Adalat, Oxcort

 

Melhor horário para tomar o medicamento: os comprimidos de ação prolongada devem ser tomados nos intervalos das refeições. Não mastigar, dividir ou amassar o medicamento. Tomar o medicamento com sucos cítricos (melhora a absorção).


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, dificuldade de digestão ( náuseas, vômitos, dispepsia), flatulência (gases), diarréia ou constipação.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: aumenta as taxas de glicose no sangue e pode provocar anemia.


Dieta: consumir alimentos ricos em ferro, cálcio e vitaminas C e D, evitar excessos de sal e de calorias.

 

Metildopa

 

Nome comercial: Aldomet

 

Melhor horário para tomar o medicamento: não é preciso considerar os horários das refeições, mas deve ser tomado separadamente de suplementos contendo ferro (2h antes ou depois).


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, boca seca (xerostomia), flatulência (gases), diarréia e desconforto gástrico.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: reduz a absorção de vitaminas do complexo B, provoca excesso de potássio e de sódio no sangue.


Dieta: sem excessos de sal e de proteínas (carnes).

 

Metformina

 

Nome comercial: Glifage, Dimefor

 

Melhor horário para tomar o medicamento: durante as refeições (melhora o desconforto gástrico).


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, flatulência (gases), perda do apetite (anorexia), diarréia e paladar metálico (disgeusia).


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: o uso por períodos prolongados provoca redução da absorção de vitaminas do complexo B.


Dieta: específica para diabéticos e sem excessos de calorias.

Nome comercial: Diabinese

 

Melhor horário para tomar o medicamento: no café da manhã (ou na primeira refeição do dia). Alimentos ricos em magnésio (granola, aveia, farelo de trigo, banana, leite) melhoram a absorção do medicamento.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, perda do apetite (anorexia) ou aumento do apetite, diarréia e dificuldade de digestão (dispepsia).


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: reduz as taxas de glicose e de sódio no sangue.


Dieta: específica para diabéticos e sem excessos de calorias. Exercícios físicos e controle do peso podem reduzir a dose do medicamento.

Nome comercial: : Daonil, Lisaglucon

 

Melhor horário para tomar o medicamento: no café da manhã (ou na primeira refeição do dia). Alimentos ricos em magnésio (granola, aveia, farelo de trigo, banana, leite) melhoram a absorção do medicamento.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, perda do apetite (anorexia) ou aumento do apetite, diarréia (ou constipação) e dificuldade de digestão (dispepsia).


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: reduz as taxas de glicose e de sódio no sangue.


Dieta: específica para diabéticos.

Interações entre alimentos e medicamentos

Quando precisamos fazer uso de qualquer medicamento, especialmente se for por um período prolongado, devemos ficar atentos às reações que as substâncias presentes nos remédios podem provocar na nossa saúde nutricional e vice-versa. Também é preciso considerar como nossa dieta pode interferir nos mecanismos de ação ou de absorção dos medicamentos.

 

O conhecimento das interações entre os medicamentos e a alimentação é importante tanto para proporcionar o sucesso do tratamento quanto para evitar reações colaterais indesejáveis que, normalmente, surgem com o uso contínuo dos remédios.

 

Algumas pessoas são mais suscetíveis aos efeitos negativos dos medicamentos sobre a saúde nutricional, como as gestantes, fetos em desenvolvimento, bebês lactentes (que se alimentam apenas de leite materno) ou prematuros, idosos, alcoólatras e dependentes químicos, além, claro, daquelas pessoas cujo estado nutricional encontre-se fragilizado já ao início do tratamento da doença.

 

É necessário compreender que os efeitos dos remédios no nosso organismo variam de indivíduo para indivíduo, devido à influência de diversos fatores. Por isso, algumas reações podem surgir numas pessoas e, em outras, não. Por essa razão, as sugestões de modificações na dieta podem parecer contraditórias para um mesmo medicamento, já que são muitas as diferentes reações que podem ocorrer. É preciso esperar o efeito indesejado surgir para, então, começar qualquer modificação na dieta.

Todos os medicamentos que causam efeitos gastrintestinais contêm links para a página de recomendações nutricionais. Lá você encontrará sugestões de dietas capazes de atenuar o desconforto causado pelos remédios.

 

Aviso: As informações aqui contidas não substituem a consulta com um especialista. Não use nenhum medicamento sem a orientação de um médico.

O que são os anti-hipertensivos?

 

São os remédios usados para o controle da pressão arterial, agindo de diferentes modos no organismo. Muitas vezes, são medicamentos de uso contínuo, ou seja, as pessoas fazem uso desse tipo de remédio por vários anos. Pessoas hipertensas com excesso de peso devem procurar emagrecer para potencializar os efeitos dos remédios – inclusive, reduzindo as doses.

O que são os antibióticos?

 

Os antibióticos são os remédios usados para combater infecções bacterianas em nosso corpo, matando os microrganismos ou impedindo sua multiplicação. São medicamentos que devem ser usados apenas durante os dias que foram estabelecidos pelo médico – o abuso desses medicamentos provoca a morte das bactérias intestinais, que são importantíssimas para a saúde em geral. O consumo de leites fermentados prebióticos (tipo Yakult ou Activia) é recomendado para repor a flora intestinal que é perdida quando tomamos antibióticos.

O que são os hipoglicemiantes orais?

 

São os remédios usados para o controle dos níveis de glicose no sangue, aumentando a quantidade ou a sensibilidade da insulina, ou inibindo a rápida absorção dos carboidratos. São medicamentos de uso contínuo e seu uso deve ser acompanhado de uma dieta específica para pessoas com diabetes tipo II.

 

Penicilina

 

Nome comercial: : Pen-Ve-Oral, Benzetacil, Climacilin

 

Melhor horário para tomar o medicamento: tomar 2h antes ou depois das refeições (melhora a absorção). Pode ser tomado durante as refeições, se houver desconforto gástrico ou dores no estômago.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, flatulência (gases), boca seca (xerostomia), perda do apetite (anorexia), alterações no paladar (disgeusia), dificuldade de digestão (dispepsia), língua escura (glossite), candidíase oral (sapinho) e diarréia.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: aumenta a quantidade de potássio e de sódio no sangue.


Dieta: consumir leites fermentados (com lactobacilos) e evitar suplementos com potássio e excesso de sal na dieta.

Nome comercial: Kefazol, Keflin, Ceporecin, Primacef, Claforan

 

Melhor horário para tomar o medicamento: pode ser tomado durante as refeições, para reduzir o desconforto gástrico ou dores no estômago.


Possíveis efeitos gastrintestinais: pode causar redução da quantidade de potássio e de vitamina K no sangue e alterações nas células sanguíneas, quando usado por mais de 10 dias.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: aumenta a quantidade de potássio e de sódio no sangue.


Dieta: consumir leites fermentados (com lactobacilos) e evitar excesso de sal na dieta.

 

Diclofenaco

 

Nome comercial: Voltaren, Cataflan, Diclofen.

 

Melhor horário para tomar o medicamento: no intervalo entre as refeições, com bastante água ou leite.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, flatulência (gases), dificuldade de digestão (dispepsia), dor abdominal, diarréia ou constipação, úlcera e sangramento gastrintestinal.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: pode causar aumento da quantidade de algumas proteínas no sangue e retenção hídrica (inchaço).


Dieta: evitar excesso de potássio (e outros irritantes da mucosa gástrica) na dieta.

O que são os anti-inflamatórios?

 

Os anti-inflamatórios são os remédios usados para combater as inflamações em nosso corpo, apresentando 3 efeitos básicos: abaixa a febre (antipirético), diminui a dor (analgésico) e controla a resposta do organismo à inflamação. Pessoas que usam os antiinflamatórios, por períodos prolongados, para melhorar dores musculares, devem considerar a perda de peso e a fisioterapia como coadjuvantes do tratamento, para evitar os efeitos indesejáveis desses medicamentos.

 

Piroxicam

 

Nome comercial: Feldene, Advil, Motrin

 

Melhor horário para tomar o medicamento: durante as refeições, ou, entre as refeições, com leite.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, flatulência (gases), dificuldade de digestão (dispepsia), dor abdominal, diarréia ou constipação, úlcera e sangramento gastrintestinal.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: pode causar aumento da quantidade de algumas proteínas no sangue e retenção hídrica (inchaço).


Dieta: evitar excesso de potássio e de sódio (sal) na dieta.

 

Naproxeno

 

Nome comercial: Naprosyn, Flanax

 

Melhor horário para tomar o medicamento: durante as refeições, ou, entre as refeições, com leite. Engolir o comprimido de ação prolongada inteiro (sem mastigar, partir ou amassar).


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, boca seca (xerostomia), estomatite, dificuldade de digestão (dispepsia), dor abdominal, diarréia ou constipação), úlcera e sangramento gastrintestinal.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: pode causar aumento da quantidade de algumas proteínas no sangue e retenção hídrica (inchaço).


Dieta: evitar excesso de potássio (e outros irritantes da mucosa gástrica) e de sal na dieta.

 

Diuréticos

 

O que são os diuréticos?

 

Os diuréticos são os remédios usados para aumentar a quantidade de urina produzida nos rins, participando do tratamento da hipertensão, da insuficiência renal ou cardíaca e da cirrose. O uso de certos tipos desses medicamentos, por períodos prolongados, pode provocar uma acentuada redução na quantidade de potássio no organismo (hipocalemia), bem como de magnésio e zinco.

 

Furosemida

 

Nome comercial: Lasix

 

Melhor horário para tomar o medicamento: no café da manhã (ou na primeira refeição do dia).


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, boca seca (xerostomia), perda do apetite (anorexia), inchaço abdominal, diarréia (ou constipação) e pancreatite (em doses elevadas).


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: pode causar aumento da quantidade de colesterol e glicose e redução na quantidade de sódio, potássio, cálcio e magnésio no sangue.


Dieta: : garantir a hidratação (2L de água/dia), evitar excesso de sal e de calorias na dieta e consumir alimentos ricos em potássio e magnésio (leite, banana, batatas, tomate, carnes magras).

Nome comercial: Clorana, Drenol

 

Melhor horário para tomar o medicamento: no café da manhã (ou na primeira refeição do dia).


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, boca seca (xerostomia), diarréia (ou constipação).


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: pode causar aumento da quantidade de cálcio, colesterol e glicose e redução na quantidade de sódio, potássio e magnésio no sangue.


Dieta: evitar excesso de sal e calorias na dieta e consumir alimentos ricos em potássio e magnésio (leite, banana, batatas, tomate, carnes magras).

O que são os Antineoplásicos?

 

Os antineoplásicos são os remédios usados para destruir as células que se desenvolvem desordenadamente no organismo, produzindo tumores (ou câncer). Vamos citar nesse artigo apenas os agentes antineoplásicos quimioterápicos, administrados por via oral, endovenosa ou intramuscular, Esses medicamentos produzem graves efeitos colaterais sobre o trato gastrintestinal e podem atrapalhar a absorção de muitos nutrientes. Devido às lesões que podem surgir na mucosa da boca, a higiene dos dentes deve ser realizada com cuidado.

Nome comercial: Adriblastina, Adriamicina, Rubex

 

Melhor horário para tomar o medicamento: não é necessário considerar as refeições.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, boca seca (xerostomia), dificuldade de engolir os alimentos (disfagia), perda do apetite (anorexia), alterações no paladar (disgeusia), gengivite, esofagite, diarréia, desidratação e ulceração gastrintestinal com sangramentos.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: reduz a absorção de cálcio e a quantidade de proteínas no sangue. Aumenta a quantidade de glicose no sangue. Pode causar anemia.


Dieta: garantir a hidratação (2L de água/dia) e dar preferência à dieta branda, com os alimentos bem cozidos (amolecidos), servidos na temperatura ambiente ou morna. Consumir alimentos ricos em cálcio (leite e derivados) e proteínas (carnes e ovos).

 

Metotrexate

 

Nome comercial: Methotrexate, Metrotex

 

Melhor horário para tomar o medicamento: no intervalo das refeições (os alimentos podem comprometer a absorção).


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, boca seca (xerostomia), perda do apetite (anorexia), alterações no paladar (disgeusia), gengivite, estomatite, diarréia (ou constipação) e desidratação. Pode causar colite ulcerativa (inflamação do intestino, com sangramentos).


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: reduz a absorção de vitaminas do complexo B, cálcio e lipídios. Provoca o acúmulo de substâncias tóxicas no sangue e pode causar anemia.


Dieta: garantir a hidratação (2L de água/dia) e evitar o consumo de suplementos contendo folato (reduzem a resposta do medicamento). Consumir alimentos ricos em vitaminas do complexo B (principalmente folato), cálcio e ferro.

 

Cisplatina

 

Nome comercial: Platiran

 

Melhor horário para tomar o medicamento: não é necessário considerar as refeições. É recomendada a hidratação com 1 a 2L de solução fisiológica (soro) antes da administração do medicamento.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos (severos e prolongados), perda do apetite (anorexia), alterações no paladar (disgeusia), estomatite e diarréia.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: reduz a absorção de cálcio, magnésio, sódio, zinco e potássio. Pode causar anemia.


Dieta: garantir a hidratação (2L de água/dia) e dar preferência à dieta branda, com os alimentos bem cozidos (amolecidos), servidos na temperatura ambiente ou morna. Consumir alimentos ricos em cálcio, magnésio, sódio, zinco e potássio (pode ser necessária suplementação com esses minerais).

 

Fluorouracil

 

Nome comercial: 5-FU, Efurix

 

Melhor horário para tomar o medicamento: não é necessário considerar as refeições.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, vômitos, dificuldade de digestão (dispepsia), perda do apetite (anorexia), alterações no paladar (gosto azedo ou amargo na boca - disgeusia), gengivite, esofagite, diarréia e ulceração gastrintestinal com sangramentos. Pode causar colite ulcerativa (inflamação do intestino, com sangramentos).


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: reduz a absorção de tiamina (vitamina B1) e a quantidade de albumina (proteína) no sangue. Pode causar anemia.


Dieta: dar preferência à dieta branda, com os alimentos bem cozidos (amolecidos), servidos na temperatura ambiente ou morna. Consumir alimentos ricos em tiamina (fígado e cereais integrais) e proteínas (carnes e ovos). Suplementos de Piridoxina (vitamina B6) podem ser usados para tratar a síndrome palmo-plantar (vermelhidão na pele, principalmente na palma das mãos e na planta dos pés, provocada pelo medicamento).

O que são os Ansiolíticos?

 

Os ansiolíticos são os remédios usados para controlar a ansiedade e a tensão, atingindo áreas do cérebro que controlam essas emoções. São conhecidos com “tranqüilizantes” e indicados para distúrbios emocionais, estresse, agitação, insônia e humor depressivo. Quando são usados por períodos prolongados, podem causar dependência – por isso, só devem ser usados com orientação médica. Quem faz uso desse tipo de medicamento não deve ingerir bebidas alcoólicas.

 

Diazepam

 

Nome comercial: Valium, Dienpax

 

Melhor horário para tomar o medicamento: durante as refeições.


Possíveis efeitos gastrintestinais: náuseas, boca seca (xerostomia) aumento do apetite e constipação.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: aumenta a quantidade de substâncias tóxicas no sangue.


Dieta: evitar excessos de cafeína (café, chás mate, preto ou verde, refrigerantes de cola, chocolates) na alimentação.

 

Alprazolan

 

Nome comercial: Apraz, Frontal

 

Melhor horário para tomar o medicamento: durante as refeições, com bastante água.


Possíveis efeitos gastrintestinais: boca seca (xerostomia), perda do apetite (anorexia) e constipação.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: aumenta a quantidade de substâncias tóxicas no sangue, quando usado em altas doses.


Dieta: evitar excessos de cafeína (café, chás mate, preto ou verde, refrigerantes de cola, chocolates) na alimentação.

Nome comercial: Psicosedin, Menotensil

 

Melhor horário para tomar o medicamento: durante as refeições, com bastante água. Suplementos de cálcio ou magnésio (antiácidos) podem interferir na absorção do medicamento.


Possíveis efeitos gastrintestinais: boca seca (xerostomia), aumento do apetite, alterações no paladar (gosto amargo na boca – disgeusia), desconforto gastrointestinal (dispepsia e flatulência) e constipação.


Possíveis efeitos no balanço de nutrientes: aumenta a quantidade de substâncias tóxicas e de glicose no sangue. Pode causar anemia.


Dieta: evitar excessos de cafeína (café, chás mate, preto ou verde, refrigerantes de cola, chocolates) na alimentação e consumir alimentos ricos em ferro (carnes).

Referências

 

- BERBEL, Maria Bety Fabri; AZZOLINI, Christiane Ribas; REIS, Nelzir Trindade. Interações entre drogas e nutrientes. In: CUPARI, Lilian. Nutrição Clínica no adulto. Barueri: Editora Manole, 2002. Cap. 17, pág. 343 a 366.


- BIANCHI, Maria de Lourdes Pires. Interações alimentos e medicamentos. In: DUTRA-DE-OLIVEIRA, J. E.; MARCHINI, J. Sérgio. Ciências Nutricionais. Editora Sarvier: São Paulo, 2006. 4ª reimpressão. Cap. 17, pág. 279 a 287.


- BIANCHI, Maria de Lourdes Pires. Nutrientes/não nutrientes, medicamentos e suas interações. In: TIRAPEGUI, Julio. Nutrição: fundamentos e aspectos atuais. São Paulo: Editora Atheneu, 2002. Cap. 14, pág. 201 a 206.


- HAKEN, Victoria. Interações entre drogas e nutrientes. In: MAHAN, L. Kathleen; ESCOTT-STUMP, Sylvia. Krause – alimentos, nutrição e dietoterapia. São Paulo: Editora Roca, 2002. 10ª edição.Cap. 18. Pág. 386 a 400.


- MARTINS, Cristina; MOREIRA, Silvana de Moura; PIEROSAN, Simone Regina. Interações droga-nutriente. Curitiba: NutroClínica, 2003. 2ª edição. 280 p.

Pesquisar no lactobacilo

Anti-hipertensivos

Hipoglicemiantes

Antibióticos

Diuréticos

Antinflamatórios

Propranolol

Captopril

Nifedipina

Metildopa

Metformina

Clorpropamida

Glibenclamida

Amoxicilina

Penicilina

Cefalosporinas

Hidroclorotiazida

Diclofenaco

Piroxicam

Naproxeno

Diazepam

Alprazolan

Fluorouracil

Clordiazepóxido

Ansiolíticos

Antineoplásicos

Doxorrubicina

Metotrexate

Furosemida

Cisplatina